A Dickow demonstra sua preocupação com a sustentabilidade ao introduzir em sua linha de produtos embalagens feitas com o chamado “plástico verde”.

Este plástico é produzido com tecnologia brasileira, pela Braskem, a partir da cana-de-açúcar, uma fonte 100% renovável.

Ao contrário do plástico feito de petróleo, o plástico de origem vegetal possui menor emissão de gases de efeito estufa quando comparado com o plástico de origem petroquímica, pois a cana absorve o gás carbônico da atmosfera durante o seu crescimento. Por isso, as emissões de carbono durante todo o ciclo de vida até a queima do etanol são 84% menores se comparadas às emissões da gasolina.

Além disso, o Plástico Verde é totalmente reciclável. Apesar de ser originado de uma matéria-prima diferente, esse material apresenta exatamente as mesmas características técnicas do polietileno de origem fóssil, e, por isso, pode ser reciclado juntamente com eles. Para a indústria da reciclagem, esse fator é de grande importância, pois não são necessários investimentos em novos equipamentos ou ajustes técnicos específicos para o reprocessamento do plástico verde.

Conheça o plástico verde

A Dickow Alimentos, demonstrando sua preocupação com o meio ambiente, o aquecimento global e a sustentabilidade, introduziu o plástico verde nas embalagens do Tio Arthur Integral embalado a vácuo, onde a embalagem tem a partir de 51% plástico produzido a partir de fontes renováveis.

Saiba mais sobre o Plástico Verde I’m Green™ em http://www.braskem.com.br.